Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

nabodogato

nabodogato

Albino Forjaz de Sampaio

Tenho um amigo que quando alguém faz uma exposição mais prolongada sobre qualquer assunto, ele imediatamente remata como assinatura:

Albino Forjaz de Sampaio

Puta c'o pariu.

Sempre achei curiosa esta atitude, mas nem eu nem ele sabia o porquê deste dito.

Acontece que um dia obtive uma explicação.

Então segundo li, é a Albino Forjaz de Sampaio que se atribui a criação do requerimento, dado que era muito solicitado à época por pessoas que não sabiam ler nem escrever, que pretendiam favores do reino e a ele recorriam para que por escrito formulasse o seu pedido para ser entregue nas Cortes.

E até obtive outro esclarecimento, o porquê da expressão: a rogo.

Ou seja, ele assinava a rogo de fulano  tal, por não saber assinar.

É que numa circunstância qualquer, acompanhei uma pessoa amiga a um banco para levantar uma importância, e foi-me dito pela funcionária com um ar ameaçador: escreva arrogo e assine.

Aquilo dizia-me qualquer coisa, mas confesso que de repente, num banco, nunca mais descortinava o porquê da expressão, mas fiquei com a pulga atrás da orelha.

Não fugindo do tema, parece, consta-se, que nem sempre os individuos que  a ele recorriam viam as suas pretenções satisfeitas, pelo que criou-se alguma animosidade em relação à sua pessoa, daí que sempre que se referia o nome dele rematavam com: puta c'o pariu.

Não consegui ter em mão o documento em que me baseio para dizer o que digo, mas comprometo-me a posteriormente identificar o documento logo que o encontre, até porque a minha memoria já vai sendo muito falível.

É que, nos dados e na biografia que consultei do escritor não vi esta referência, mas fica a promessa, contudo se estiver a fazer alguma confusão, garanto que é involuntária.

Albino Fojaz Sampaio

Puta c'o pariu

 

 

Castelbranquinho

Tenho uma amiga que criou a expressão: Castelbranquinho .

É uma amiga que foi, por partidas do destino um dia viver para Castelo Branco.

Acontece que ela era muito urbana e o ambiente de uma cidade de província é um pouco difícil de aceitar e compreender.

Daí que ela tenha sentido algum dissabor pelas atitudes menos agradáveis para com a sua maneira de ver o mundo e o compartilhar.

Acontece que nos ambientes provincianos, até pela sua pequenez , toda a gente em pouco tempo  fica a conhecer com muita facilidade os passos dados pelo vizinho, o seu modo de vida, a sua forma de estar na vida,  que é um dos pontos fracos do ser humano a curiosidade sobre a intimidade do próximo e claro isso facilmente provoca críticas e comentários nem sempre muito agradáveis para o visado.

Ora, isso foi o suficiente para ela criar algum asco às gentes de Castelo Branco.

Daí que aos sujeitos menos polidos e menos educados, mais metediços e mais críticos , ela apelidasse de Castelbranquinhos .

No entanto com o sua crítica, trouxe-me ao de cima certas características que  são apanágio destas gentes e que a mim nunca me tinha passado pela cabeça, mas que reconheço alguma lógica ou até razão.

Ou seja , é verdade que as gentes dessa região têm algumas características que são diferentes das outras regiões, tais como:

...

(não queriam mais nada que eu disse mal dos gajos da minha terra)

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Favoritos

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D